Inúmeras são as possibilidades no universo digital de se conectar e interagir com o cliente. Os profissionais de marketing de hoje tem a disposição uma infinidade de ferramentas, funcionalidades e informação nunca antes visto. Entretanto, criar a experiência perfeita para o cliente tem se tornado um desafio maior a cada dia. E não é para menos.

Imagine quantas ferramentas você utiliza diariamente só para gerenciar a publicidade online da sua empresa. Google Adwords, Bing Ads, Facebook Ads, Instagram Ads, Linkedin Ads e Twitter Ads são apenas alguns exemplos. Inclua a essa lista, toda a camada de ferramentas para captura, nutrição, pontuação de leads, disparo de email marketing e notificações via web como Hubspot Marketing, RDStation, MailChimp, PushCrew e muitas outras. Adicione também as imprescindíveis ferramentas analíticas como Google Analytics, Hotjar e em seguida toda a camada de automação de marketing, análise de audiência, mobile marketing, apps, crm bem como a necessidade frequente de melhorias no código fonte, performance e versões do seu website para mantê-lo bem posicionado, e uma série de novas demandas que surgem a cada dia.

O novo consumidor digital está cada dia mais conectado e inteligente. Hoje, este novo cliente domina 70% do processo de compra, realiza 56% das interações de forma multicanal, consome em média 60 horas de conteúdo semanalmente e possui em média 4 dispositivos eletrônicos.

por IBM

E na tentativa de compreender hábitos e preferências desse novo cliente conectado, os profissionais de marketing e agências digitais tradicionais têm investido cada vez mais tempo e recurso em ferramentas, funcionalidades e impulsionamento de posts. E esse é justamente o problema. A tecnologia permitiu em muitos casos o desenvolvimento das atividades de marketing no formato in-house, ou seja, as empresas passaram a produzir conteúdos, desenvolver campanhas e novas abordagens tudo dentro de casa, a partir do seu departamento de marketing. Entretanto, o aumento do volume de dados e das cargas de trabalho, demandaram a criação de novas funções dedicadas as diferentes técnicas de Conteúdo Web, Email Marketing, Mobile Marketing, Social, etc. Como resultado, nenhuma das áreas possui hoje uma visão completa dos objetivos de marketing. Além disso, A falta de integração entre todas estas camadas de dados criou a tempestade perfeita no que diz respeito a complexidade de gestão dentro do marketing

A NOVA ERA DO MARKETING

Para entregar a experiência perfeita ao cliente é preciso conhecê-lo como indivíduo. É preciso reunir e consolidar dados a partir de todos os pontos de contato da marca. Só assim é possível compreender preferências, interesses, comportamentos, hábitos de compra e criar uma visão holística de cada cliente em tempo real. Somente através dessa união de dados é possível conhecer o cliente de verdade e simplificar as estruturas de marketing.

A verdade é que cada ponto de contato se tornou uma oportunidade para engajar o cliente e por isso a personalização do marketing surge como um das principais tendências para 2018. O marketing personalizado coloca o poder dos dados nas mãos do cliente, permitindo que toda a estrutura de marketing tome decisões baseada em dados para personalizar as interações, orquestrar campanhas em diversos canais de forma unificada e entregar mensagens relevantes ao cliente no momento certo.

A nova Era do Marketing se baseia no marketing multicanal e na integração do universo online com o mundo in-store da loja física através do marketing de proximidade, que utiliza geolocalização e sensores bluetooth para interagir com o cliente. A unificação destes dois mundos cria a experiência perfeita, já que ao explorar todas as informações coletadas e interações anteriores com o cliente é possível impactá-lo hoje no momento certo, utilizando a tecnologia certa. Tudo em integrado e em tempo real.